Spinnaker – Um super computador de redes neurais

Para quem gosta de computação paralela e de redes neurais, vale a pena dar uma olhada no projeto Spinnaker: um super computador utilizando o conceito de redes neurais e que está sendo desenvolvido pela universidade de Manchester no Reino Unido.

A idéia por trás do Spinnaker é construir uma rede neural complexa baseada em processadores relativamente simples. No caso utilizam-se processadores desenhados especificamente para este projeto (denominados CMPs) e que possuem 20 cores ARM968E-S cada um.

Cada core ARM roda a aproximadamente 200MHz e possui uma pequena quantidade de memória local (cerca de 96Kibibytes) além de poder acessar uma memória SDRAM compartilhada de 128Mibibytes, normalmente utilizada para armazenar os pesos utilizados no cálculo das redes neurais. Tipicamente cada core pode modelar cerca de 1000 neurônios, o que resulta em 20000 neurônios para cada CMP.

Os cores ARM comunicam-se internamente através de uma rede dentro do chip e cada chip pode comunicar-se com outros CMPs (ou nós) através de 6 links bidirecionais de 1Gbps (há um roteador de pacotes completo dentro de cada chip).

A Spinnaker foi desenhado para poder conter até 64000 nós numa topologia de rede toroidal, modelando mais de 1 bilhão de neurônios! Só para termos uma idéia (vaga) o cérebro (especificamente o sistema nervoso central) de um cachorro tem cerca 160 milhões de neurônios, ao passo que o cérebro de um humano tem cerca de 16 bilhões de neurônios). Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/List_of_animals_by_number_of_neurons

Ainda no campo das comparações, considerando-se que o consumo médio de um cérebro humano é de 20W, o que resulta numa eficiência energética de cerca de 1,25nW/neurônio. Já um Spinnaker com 64000 nós deverá consumir cerca de 46kW, com uma eficiência energética de 36uW/neurônio, ou seja: o cérebro humano ainda é cerca de 30000 vezes mais eficiente que o computador.

Será que estamos chegando próximos a época em que um computador vai criar auto consciência (vide Skynet, HAL9000 (já repararam que HAL é IBM com uma letra anterior em cada elemento da sigla I-1=H, B-1=A, L-1=M :o), etc)? Bom, uma coisa é modelar neurônios, outra muito diferente é fazer algo útil com estes neurônios e outra absurdamente diferente é pensar. Não entendo de neurologia, nem das ciências que estudam a inteligência, mas o pouco que sei me diz que ainda é uma grande incógnita a auto-consciência. Quem sabe o sopro divino? Quem sabe cérebros com uma quantidade massiva de neurônios possuam tal capacidade? Quem sabe?

Uma última curiosidade: uma das pessoas por trás do projeto do Spinnaker é Steve Furber, o pai do BBC micro e do processador ARM!

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

fifteen − 12 =