Estive na palestra sobre a tinta eletrônica (Eink) e os displays fabricados por esta empresa. Realmente a tecnologia é muito interessante, sei que ela já está entre nós há alguns anos, mas até agora, ela era inacessível para os pequenos desenvolvedores e curiosos (como eu). No entanto, a Renesas e a Eink formaram uma parceria para levar esta tecnologia a qualquer pessoa interessada em aprender sobre como utilizar estes interessantes displays.

Para quem não sabe, a tecnologia Eink permite fabricar displays muito finos (0,38mm de espessura), com ângulo de visão praticamente ilimitado e com uma capacidade ainda mais interessante e intrigante: uma vez que você acende um ponto ou segmento num display Eink, ele assim permanecerá indefinidamente, mesmo que a alimentação seja desligada! Outra característica interessante é que um display Eink pode ser produzido em qualquer formado 2D!

A principal desvantagem desta tecnologia é a velocidade de atualização do display: se operando em 15V (com uso de chips drivers específicos) é necessário cerca de 240ms para trocar o estado de um ponto/segmento, este tempo aumenta para cerca de 720ms quando se alimenta o display com 5V.

O display em si funciona com front e back planes e aplicando-se tensões diferentes entre cada plano, troca-se o estado do segmento (na verdade você não acende ou apaga um segmento, você apenas troca o seu estado). Daí a necessidade de drivers um pouco mais complexos para controlar a atualização e apresentação nestes displays (mas nada absurdamente complexo). O driver deve sempre ter armazenado quais os segmentos acesos, de forma a ter controle sobre a operação do display (ele não pode ler o estado a partir do display).

Segundo o representante da Eink, um display pequeno como o da placa RDK do RL78/G14 custa aproximadamente US$ 2,00 para quantidades de 10k peças.

Após a apresentação técnica, ocorreu um laboratório, onde os participantes puderam observar o software e a tecnologia da Eink.

Tinta eletrônica (Eink) na DEVCON
Classificado como:            

Deixe uma resposta