Olá pessoal!

Estou partindo para o Canadá! Depois de muito pesquisar e ponderar (juntamente com a minha esposa), decidimos partir para o Canadá para uma mudança radical de vida. Estou matriculado no Conestoga College em Kitchener, Ontário onde, por dois anos, vou frequentar o curso de sistemas embarcados daquela instituição. Kitchener é uma cidade relativamente pequena (cerca de 230.000 habitantes) e fica a cerca de uma hora de carro de Toronto (a maior cidade da província de Ontário). A região de Kitchener é conhecida como o “vale do silício Canadense” e inclui duas outras cidades que são conurbadas (Waterloo e Cambridge), no total a região totaliza cerca de 523.000 habitantes.  Waterloo possui uma universidade bastante conceituada e famosa (a Universidade de Waterloo) e a região abriga muitas empresas de tecnologia (dentre elas Google, Blackberry, NCR, D2L, OpenText, etc) e inclusive montadoras como a Toyota.

Figura 1 – Um dos campi do Conestoga College

Eu conheci o Conestoga College pela internet em meados de 2016, quando pesquisava sobre cursos na área de sistemas embarcados no Canadá. Confesso a vocês que a grade de disciplinas é muito interessante e com certeza pode dar um “up” no currículo de qualquer profissional (como espero seja o meu caso!). Em 2016 viajei a turismo para o Canadá e juntamente com a minha esposa, visitei o campus do College onde atualmente é ministrado o curso de sistemas embarcados. O coordenador do curso, senhor Rudy Hofer, nos levou para um tour pelas instalações do College, mostrando laboratórios (os quais contam com muitos equipamentos recebidos da Blackberry), salas de aula e outras instalações. Além disso, aproveitei a visita para conhecer pessoalmente o Magdugal Rexon, um estudante da Índia que faz o mesmo curso e com quem vinha trocando mensagens e esclarecendo dúvidas sobre o College e a experiência de morar no Canadá. Sem dúvida aquele tour serviu para me mostrar que aquele era realmente o lugar para onde eu deveria ir!

Figura 2 – Com o meu amigo Magdugal Rexon

Falando do curso em si, ele é full-time (aulas pela manhã e tarde, mas não necessariamente nos dois períodos), tem duração de dois anos e é dividido em quatro semestres, três deles em sala de aula e outro (o terceiro) que pode ser um co-op (um estágio em empresa) ou alternativamente a disciplina de gerenciamento de carreira em sala de aula. Este tipo de curso é voltado para alunos já graduados e tem o objetivo de dar mais experiência real com sistemas embarcados (já que muitos cursos de engenharia são mais teóricos que práticos). Na prática acredito que ele equivale a uma pós-graduação Lato Sensu.

No primeiro semestre as disciplinas ofertadas são as seguintes (conforme programa de 2017):

  • Embedded Programming Principles – programação em C para sistemas embarcados, desenvolvimento de algoritmos, desenvolvimento de código modular, etc;
  • Entrepreneurship – empreendedorismo;
  • Electronics Design Principles – aborda eletrônica em geral com ênfase em sistemas embarcados (alimentação, condicionamento de sinais, etc.);
  • Digital Design Principles – aborda eletrônica digital, inclusive síntese de circuitos digitais, temporização, etc;

Segundo semestre:

  • Bare Metal Programming – focada na programação de microcontroladores sem utilização de sistemas operacionais;
  • Data Structures and Algorithms for Embedded Programming – nesta disciplina são estudados algoritmos e estruturas de dados com foco em sistemas embarcados, inclusive analisando performance/eficiência;
  • Operating Systems Design – estudo geral de sistemas operacionais, conceitos relacionados a multiprocessamento, etc;
  • Embedded Systems Hardware Design – estudo de projeto de hardware de sistemas embarcados, projeto de PCIs multilayer, etc;
  • Hardware/Software Interfacing – aborda protocolos de comunicação como I2C, SPI, CAN, etc para interface com sensores;

Quarto Semestre:

  • Software Engineering Principles – estudo de métodos e ferramentas para projeto, análise e teste de software;
  • Engineering Capstone Project – um projeto de conclusão de curso;
  • Advanced Digital Signal Processing Applications – estudo de ferramentas de software e hardware para processamento digital de sinais;
  • Reconfigurable Systems Principles – utilização de lógica programável em computação reconfigurável e adaptativa;

Por enquanto é isso! Ainda estamos nos preparativos para a partida e tentando resolver as pendencias para nossa chegada lá. Em breve vou postar muito mais coisas sobre o Canadá, a área de tecnologia por lá, visto de estudante e sobre a vida no campus do Conestoga College!

Até lá!

Partiu Canadá!
Classificado como:        

Deixe uma resposta