Quando se fala em tablets hoje em dia, é difícil não falar em ARM não é mesmo? Além destes, alguns fabricantes também produzem tablets utilizando processadores Intel.

Outra força relativamente desconhecida nesta área, mas bastante conhecida em áreas de comunicação e TV, é a MIPS. Esta empresa, assim como a ARM, projeta chips que são licenciados e produzidos por outros fabricantes e já tem muitos anos de estrada. Processadores MIPS foram utilizados na segunda geração do videogame Playstation (o Playstation 2) da Sony, no Playstation Portable (PSP) da Sony (curiosidade: o novo PSP Vita utiliza um processador ARM Cortex-A9 de quatro núcleos), e ainda são utilizados em inúmeros cable modens, modens ADSL, access points, roteadores, sintonizadores de TV, etc. Na área de microcontroladores, os cores MIPS são utilizados na linha PIC32 da Microchip.

Embora a MIPS tenha uma presença forte nos mercados de comunicação e doméstico, ela nunca conseguiu competir com a ARM nos mercados de telefonia celular, PDAs e mais recentemente tablets.

Mas quem sabe isto esteja para mudar. A MIPS apresentou recentemente o design de um tablet produzido pela empresa Chinesa Ainovo, o Novo 7 Paladin. Um tablet de US$ 89,00 que utiliza o Android 4.0 Ice cream Sandwich com tela de 7 polegadas, com sensor multi toque capacitivo, processador MIPS de 1GHz, saída full HD HDMI 1.3, interface USB 2.0 e WiFi 802.11 b/g/n, além de suporte a cartões microSD.

Quem sabe seja o fim de hegemonia da ARM? Creio que a competição seja saudável e produza dispositivos cada vez melhores e mais baratos.

 

MIPS no mercado de tablets
Tags:             

Deixe uma resposta